A Mídia: “Papa Francisco envia carta a casal gay de Curitiba por batismo dos filhos” | OU | “Fake News: Papa reconheceu dupla gay como ‘família'”

A Mídia: Papa Francisco envia carta a casal gay de Curitiba por batismo dos filhos

Depois de batizar os três filhos em uma igreja católica de Curitiba, no Paraná, o casal Toni Reis e David Harrad recebeu uma carta de felicitações do Papa Francisco. “O Papa Francisco lhe deseja felicidades, invocando para a sua família a abundância das graças divinas, a fim de viverem constante e fielmente a condição de cristãos”, diz o documento assinado pelo Monsenhor Paolo Borgia, assessor para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado.

(…)

Reis diz que as palavras que mais chamaram a atenção deles na carta foram “felicidade” e “família”. “Um documento do Estado do Vaticano reconhecendo a gente como família é muito importante. O Papa deve receber muitas cartas, mas essa foi para nós e é oficial”, disse.

Fonte: http://istoe.com.br/papa-francisco-envia-carta-a-casal-gay-de-curitiba-por-batismo-dos-filhos/

 

Fake News: Papa reconheceu dupla gay como “família”

Um caminhão de sensacionalismo, duzentas pitadas de inverdade, quatro xícaras de purpurina… Bata tudo junto, e o que dá? Uma notícia em um site LGBT do Uol com a manchete: “Papa Francisco chama de família e parabeniza casal gay que batizou filhos na Igreja Católica”.

Vamos ser bem diretos:

  • o texto da carta recebida pela dupla gay é PADRÃO, ou seja, milhares de pessoas recebem essa mesma carta pelo mundo. Inclusive eu já recebi uma, com um texto muio similar (confira abaixo a imagem). Para essas respostas-padrão, o Vaticano dispõe de um certo número de textos que variam levemente, e que vai alternando para enviar às pessoas que escrevem ao Papa;
  • não foi feita qualquer análise sobre a pessoa (ou as pessoas) que enviaram a carta ao Papa, portanto, não houve qualquer reconhecimento do Papa ou do Vaticano da dupla gay como família;
  • é muito provável que o Papa não tenha lido a carta enviada pela dupla gay. O texto-padrão diz que ele “viu com apreço” a carta, e em seguida faz um comentário bem genérico sobre o seu conteúdo – o que indica que esse “viu” não necessariamente quer dizer que ele realmente leu.

Fonte Católica: http://ocatequista.com.br/saiu-na-imprensa/item/18112-fake-news-papa-chamou-dupla-gay-brasileira-de-familia

 

Como Essa Notícia Foi Distorcida

Já estamos acostumados com as distorções padrões da Mídia, tentando apresentar que o Santo Padre é um liberalista prafentex que apoia tudo o que não é católico, com muito amor no coração e vista grossa para qualquer coisa que seja errada, mas mais uma vez eles utilizaram um meio escuso e que não representa a posição do Santo Padre para isso: uma carta padrão.

Todos que enviamos cartas para o Santo Padre recebemos essas cartas padrões, assim como bençãos apostólicas padrões. Por exemplo: imaginemos que queremos dizer que o Santo Padre aprova o casamento de Sacerdotes, então um sacerdote que abandonou o ofício para se casar entra no site do vaticano e solicita uma Benção Apostólica. Certamente ele receberá essa bênção, pois não é possível para o Vaticano analisar a licitude de todos os pedidos.

Receberá então uma benção como essa:

Não é necessário dizer que qualquer documento de resposta padrão, enviado por caridade a todos os que desejam falar com o Santo Padre, não representa de fato a posição do Sumo Pontífice. Infelizmente, até a próxima.