A Mídia: “‘Deus te fez assim’, diz Papa Francisco a um homem gay” | OU | A Mesma Mídia: “Papa pede para que bispos ‘fiquem de olho’ nos seminaristas e não permitam a admissão de homossexuais”

A Mídia: “‘Deus te fez assim’, diz Papa Francisco a um homem gay”

Este é considerado o comentário mais progressista sobre homossexualidade já vindo de um líder da Igreja Católica

O Papa me disse: “Juan Carlos, que você é gay não importa. Deus te fez assim e te ama assim, e eu não me importo. O Papa te ama assim. Você precisa estar feliz com quem você é – contou Cruz ao “El País”.

Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/religiao/deus-te-fez-assim-diz-papa-francisco-um-homem-gay-22700168#ixzz5GSLMSwaO

 

A Mesma Mídia: “Papa pede para que bispos ‘fiquem de olho’ nos seminaristas e não permitam a admissão de homossexuais”

“Fiquem de olho nas admissões aos seminários, mantenham os olhos abertos” disse o Papa em uma reunião a portas fechadas da Conferência Episcopal Italiana na segunda-feira, segundo o jornal “La Stampa”.

“Em caso de dúvida, melhor não deixá-los entrar.”

Fonte: https://oglobo.globo.com/sociedade/papa-pede-para-que-bispos-fiquem-de-olho-nos-seminaristas-nao-permitam-admissao-de-homossexuais-22712812

 

Como essa notícia foi distorcida

Cada pessoa coloca as palavras e ações que deseja nas costas do Santo Padre. Até supostas ligações para familiares já foram colocadas nas costas do Papa Francisco sem, no entanto, nenhuma forma de comprovação.

Sempre que alguma ação do Papa Francisco chega a nós através de outras bocas, é adequado ter prudência para interpretá-las, afinal, quem não deseja colocar na boca do maior líder do mundo o que se quer ouvir? Como fez recentemente o Jornalista que disse que O Santo Padre afirmou que o Inferno não existe.

A primeira notícia O retrata como alguém que publicamente está mais ao lado de quem aprova a união homoafetiva do que a posição da Igreja permite e atribui ao Santo Padre a frase que pode ser facilmente reinterpretada como “Deus quem fez os gays assim”. A segunda o coloca como um carrasco, recortando de um contexto maior o que supostamente disse o Santo Padre aos Bispos em reunião fechada.

Alguém, ao ler ambas as notícias, poderia achar que nosso Santo Padre sofre uma espécie de esquizofrenia, já que são posições radicalmente antagônicas. A verdade, porém, parece nem estar tanto ao Mar, nem tanto à Terra. O Santo Padre, assim como a Igreja, defendem a misericórdia para com quem erra, o acolhimento, mas jamais o aceite do erro em si, muito menos atribuir a Deus aquilo a Igreja prega como erro. O Seminarista deve amar a Igreja e os seus ensinamentos, não com a boca, mas com a vida.

Com relação à primeira notícia, a posição da Igreja é a mesma: a que Deus ama todos os Gays, mas não ama o homossexualismo, que é algo intrinsecamente desordenado que não leva os que praticam à santidade. Essa é a posição da Igreja e é nisso que o Papa crê. Por isso ele mesmo diz na Amoris Laetitia:

“Não existe nenhum fundamento para assimilar ou estabelecer analogias, nem mesmo remotas, entre as uniões homossexuais e o desígnio de Deus sobre o matrimônio e a família”

Deus ama a todos, isso não significa que aprova este ou aquele comportamento. No final das contas não há notícia falsa, mas somente “diz-que-me-diz”. Sempre devemos checar a fonte da notícia e comparar, no caso de alguma fala que não venha diretamente do Santo Padre, com a Sua opinião verdadeira. Afinal, nosso Santo Padre não possui dupla personalidade.